Fale conosco pelo WhatsApp

Bloqueios Anestésicos para Diagnóstico e Tratamento da Dor

Médico segura uma seringa dentro de sala de cirurgia
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
Por: Publicado em 04/02/2022

Conheça melhor sobre esse procedimento, capaz de diagnosticar e tratar diversos tipos de dor

O bloqueio anestésico é uma técnica médica de grande valor para o tratamento da dor. Resumidamente, essa metodologia consiste na interrupção dos impulsos sensitivos responsáveis por levar a informação da dor até o sistema nervoso central.

O bloqueio anestésico atua na memória da dor, tirando a sensibilidade da região afetada, diminuindo ou até mesmo eliminando o incômodo doloroso em questão. Existe uma grande variedade de bloqueios, a depender da situação clínica de cada paciente.

A maior parte dos bloqueios tem como alvo algumas regiões específicas do corpo, como o nervo periférico, ou lugares mais amplos, como bloqueio peridural, facetário e simpático. Conheça mais sobre a metodologia do bloqueio anestésico no artigo a seguir!

Tipos de bloqueio anestésico existentes

Um dos tipos mais conhecidos é o bloqueio diagnóstico. Esta técnica tem como principal missão localizar a dor de maneira mais efetiva, de modo a definir o tratamento mais adequado para ela.

Existe também o bloqueio terapêutico. Este é utilizado como forma de tratamento, atenuando ou removendo o quadro doloroso. Assim, se torna mais fácil a reabilitação física e o chamado tratamento multidisciplinar.

Os bloqueios são sempre feitos com técnicas de imagem. Portanto, pode-se utilizar tanto a ultrassonografia para guiar os procedimentos como a radioscopia. Dessa forma, os procedimentos se tornam mais eficientes e seguros, com controle absoluto da localização. Também podem ser utilizadas algumas substâncias com objetivos terapêuticos, a depender da avaliação clínica e do objetivo do tratamento.

Podem ser utilizados:

  • Anti-inflamatórios;
  • Anestésico local.

Bloqueio peridural com corticoide

Existe ainda outro tipo de bloqueio anestésico conhecido como peridural. Este é um dos procedimentos mais utilizados atualmente para controle da dor. É uma injeção de anestésico local, associado à medicação anti-inflamatória na região peridural, que está em contato com a parte posterior do chamado disco intervertebral.

Também é possível fazer uso desse bloqueio em toda a extensão da coluna vertebral. Aqui, é fundamental que o médico aplique a agulha o mais perto possível da área lesionada. Podem ser escolhidas diversas técnicas para isso, como a via sacral, interlaminar ou foraminal, que precisam ser guiadas por imagem de raio-X, confirmado com uma injeção de contraste antes da aplicação do medicamento.

Este bloqueio é realizado em âmbito ambulatorial, permitindo que o paciente volte para casa apenas algumas horas mais tarde. A técnica apresenta um efeito instantâneo para o alívio da dor, podendo ainda possuir um efeito prolongado a médio prazo.

O bloqueio não apresenta efeito por um tempo muito longo, porém suficiente para um tratamento multidisciplinar, que inclui reabilitação funcional e física do paciente. Existem pesquisas indicando que o bloqueio peridural tem grande impacto positivo em patologias como dor radicular e hérnia de disco.

Bloqueio facetário

Facetas articulares são articulações pequenas que ligam a parte posterior da coluna vertebral. Tem como principal função promover estabilidade e evitar problemas na coluna. Esta articulação pode sofrer um processo inflamatório e degenerativo, tendo como consequências dor e desconforto.

Seu diagnóstico pode ser feito por meio de um exame clínico detalhado, com o auxílio de exames de imagem. O anestésico local nas articulações suspeitas é essencial para aliviar um quadro doloroso.

Seu tratamento também pode abraçar diversas técnicas intervencionistas minimamente invasivas, com o uso de bloqueios facetários com anti-inflamatórios, medicina regenerativa, radiofrequência ou aplicação de ácido hialurônico.

Bloqueio da articulação sacroilíaca

A articulação sacroilíaca fica localizada entre o sacro e o ilíaco (osso da bacia), tendo como função ligar a parte inferior da coluna vertebral com a região pélvica. Quando essa estrutura é comprometida, é comum o paciente sentir uma dor lombar crônica.

O bloqueio teste é feito com uso de anestésico local na região suspeita, para que assim se confirme o diagnóstico. Esse procedimento precisa ser guiado por imagem (radioscopia ou ultrassonografia). O tratamento para a dor inclui terapia física especializada, acupuntura e medicamentos.

Resumidamente, o bloqueio anestésico é uma moderna técnica médica que tem como principal função o combate às dores e desconfortos em diversas regiões do corpo. Para entender melhor sobre o assunto, nos envie uma mensagem e agende agora mesmo uma consulta.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia;

Dr. Rafael Azzem – Ortopedista e Traumatologista.

Marque agora sua

CONSULTA COM ORTOPEDISTA E TRAUMATOLOGISTA

>