Fale conosco pelo WhatsApp

Infiltração no quadril

Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

A infiltração no quadril é uma intervenção pouca invasiva que ajuda no alívio dos sintomas de dor e inflamação articular

A infiltração no quadril é uma técnica ortopédica indicada para o tratamento de diversas doenças que acometem essa articulação, podendo auxiliar na rápida recuperação de atletas e pacientes que sofrem com problemas degenerativos. Esta é uma metodologia terapêutica que consiste na aplicação de medicamentos diretamente no local, ajudando a controlar sintomas de dor e inflamações.

O tratamento de infiltração no quadril é feito por meio de injeções contendo fármacos como anestésicos, corticoides ou ácido hialurônico — cada qual indicado para um determinado tipo de lesão e necessidade apresentada pelo paciente. O objetivo é tratar uma alteração ortopédica diretamente no local afetado, ajudando no alívio rápido dos sintomas e impedindo o agravamento do problema.

Entenda o que é a infiltração no quadril?

A infiltração no quadril é um tratamento minimamente invasivo que pode ser realizado em ambiente ambulatorial, sem a necessidade de internação do paciente. O procedimento destaca-se por apresentar um baixo índice de complicações e poucos efeitos colaterais, muitas vezes permitindo um rápido retorno do indivíduo às atividades físicas e práticas esportivas de alto rendimento.

Apesar de muito eficiente no alívio dos sintomas de dor e dificuldade de movimentação, entretanto, a infiltração não é um tratamento definitivo e que deve ser utilizado de forma única. Na maioria dos casos, a aplicação das injeções precisa ser associada a reforço muscular, fisioterapia e acompanhamento ortopédico regular.

Como é feito o procedimento de infiltração na ortopedia?

Como foi explicado, a infiltração é um procedimento em que são introduzidos medicamentos diretamente no espaço intra-articular. Isso é feito com auxílio de uma agulha, e pode demandar também a aplicação de uma anestesia local para garantir o conforto do paciente durante o procedimento. Esta é considerada uma intervenção relativamente simples, e com baixíssimo risco ao paciente.

No caso da infiltração de quadril, a realização de um ultrassom ou radioscopia em centro cirúrgico ajuda a garantir o posicionamento adequado da agulha para aplicação do medicamento. A colocação incorreta da injeção pode causar dor e inchaço dos tecidos que circundam a articulação, prejudicando a recuperação do paciente. É fundamental, portanto, que o tratamento seja executado por um ortopedista experiente.

Infiltração no quadril: quando é indicada?

A infiltração no quadril pode ser bastante eficiente para auxiliar a recuperação de algumas estruturas desta articulação, sendo indicada principalmente para pessoas que apresentam artrose, inflamações no tendão, bursite ou outras doenças que comprometem o funcionamento desta articulação. Também podem se beneficiar do procedimento os pacientes com as seguintes patologias:

  • Desgaste articular;
  • Sinovite ou inflamações das estruturas articulares;
  • Necrose da cabeça do fêmur;
  • Impacto femoroacetabular;
  • Tendinites e bursites de quadril;
  • Pubalgia;
  • Sacroileíte;
  • Síndrome piriforme;
  • Ressalto do quadril.

É importante lembrar, entretanto, que a infiltração no quadril é um tratamento auxiliar e que deve ser aplicado de maneira complementar a outros protocolos — tais como fisioterapia e exercícios físicos dedicados ao fortalecimento muscular. Trata-se de uma eficiente metodologia terapêutica para casos em que há necessidade de aliviar dores e sintomas associados às patologias listadas.

O procedimento deve ser recomendado e executado pelo profissional que acompanha a evolução do paciente, conforme análise de suas necessidades e características individuais.

Quais medicamentos são utilizados?

Existem diferentes medicamentos que podem ser utilizados no procedimento de infiltração articular, sendo que cada um desses fármacos é indicado para um tipo de necessidade apresentada pelo paciente. Cabe ao ortopedista avaliar o caso criteriosamente e identificar a substância mais adequada aos objetivos do tratamento e ao quadro apresentado pelo indivíduo.

Entenda quais são e para que servem os principais medicamentos utilizados na infiltração de quadril:

Anestésico

Indicado para aliviar dores severas ou crônicas, apresentando resposta rápida do organismo. Este fármaco pode também ser utilizado para realização de um teste terapêutico para identificar o local de origem da dor.

Corticoides

Esses medicamentos possuem potente ação anti-inflamatória e podem, dependendo do caso, serem aplicados juntamente com anestésicos. O procedimento pode ser realizado tanto dentro como fora da articulação do quadril, amenizando processos inflamatórios, melhorando a dor e a mobilidade para reabilitar o paciente e promover estabilidade muscular e articular.

Ácido hialurônico

Chamada de viscossuplementação articular, a infiltração de quadril com ácido hialurônico ajuda a melhorar a mobilidade do quadril e lubrificar a articulação. O líquido sinovial presente nas articulações possui, entre outras substâncias, ácido hialurônico em sua composição, mas sua presença é reduzida na maioria dos casos em que a pessoa possui uma doença ortopédica degenerativa, causando os sintomas de dor e inflamação.

A utilização do ácido hialurônico nos procedimentos de infiltração ajuda a criar uma película protetora que protege a articulação afetada e melhora a saúde da cartilagem articular.

Quais resultados são esperados após a infiltração de quadril?

Embora seja um procedimento minimamente invasivo e que oferece poucos efeitos colaterais, a infiltração de quadril pode fazer com que o paciente sinta sensibilidade e até dor na região que recebeu a injeção. Após 48 horas, porém, a tendência é que o incômodo relacionado ao procedimento regrida naturalmente e os efeitos do tratamento passem a ser sentidos pelo paciente.

Além do alívio da dor, o tratamento proporciona uma redução da pressão entre as cartilagens, ajudando a controlar a progressão de doenças degenerativas e o controle de seus sintomas. Como consequência, os pacientes sentem uma significativa melhora da mobilidade e dor, que pode perdurar por vários meses. O acompanhamento médico regular é fundamental para que seja sempre avaliada a progressão da doença e a necessidade de outros procedimentos.

O tempo de duração dos efeitos da infiltração de quadril depende de diversos fatores, que vão desde a dose aplicada pelo especialista até as condições físicas do paciente e seus hábitos de vida. Dependendo do caso, pode ser necessário repetir o procedimento após alguns meses. O tratamento pode ser tanto paliativo como complementar a outras metodologias terapêuticas.

Apesar de bastante eficaz e benéfico ao paciente, assim como todo tratamento médico, a infiltração de quadril é um procedimento que deve ser indicado de maneira individualizada e sempre levando em conta as necessidades de cada paciente. Para saber mais a respeito deste tratamento, entender como ele funciona e descobrir se ele é adequado para seu caso, entre em contato e agende uma consulta com o Dr. Rafael Azzem.


Fontes:

Revista Brasileira de Ortopedia;

Sociedade Brasileira de Reumatologia;

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.